domingo, 19 de setembro de 2010

Uma nova colheita de huitlachoclos

Aqui estao os fungos huitlachoclos que eu colhi neste ano, ja refogados.
Talvez eu termine fazendo a tal da sopa que tanto me aconselhou a Neide Rigo e que, dizem, fica muito boa.
E imagino que esta sopinha deva ter um baita gosto de milho!
Pois este fungo ataca as plantaçoes dele, fazendo o grao do milho ficar enorme e terminar virando uma bolsinha cheia de um pò preto, que nada mais é que os seus esporos, que tinge tanto quanto a tinta dos polvos e lulas. Aqui na Italia eles chamam isto de "ferruggine".
Mas querendo fazer ao menos da tonalidade basta colher antes, ou lavar muito.
Eu, de minha parte, sempre recolho o que consigo deste "pozinho" e depois levo de volta ali na plantaçao para dissemina-lo para o proximo ano. rss
E nao se preocupem nao, pois ele sò da em poucas espigas que atendam às suas necessidades de umidade, luz e vento.
Devo dizer que esta coisa estranha até que é bem gostosinha, apesar do Gianluca nao gostar. Obvio que com a ressalva de que ele NUNCA nem tentou experimentar! rss
E eu sò espero que nao seja este danado fungo aquilo que exterminou a civilizaçao maia...
Hihihihi!
Brincadeirinha, minha gente!!!!

2 comentários:

Luiza Helena disse...

acho que em boa parte o gianluca tem toda a razão de evitar uma intoxicação. ok comer se pessoais nativas dessa selva italiana lhe orientaram sobre a colheita desse huitlachoclos. ainda sim cuidado!

bjus

clau disse...

Que nada Lu...!
Ja faziam uso disto ha 3000 anos.
Sò faltava ser sò eu a me intoxicar...rss
Mas vou tomar cuidado sim.
Bjs!